teste html

O amo.te Rum tem aquela cor dourada que é conferida à bebida por estagiar durante longos meses em cascos de carvalho e porque se adiciona um toque de caramelo. Mas não são umas pipas quaisquer, são as mesmas onde estagiaram leves aromas que são tão nossos, tão nacionais a cereja e a ginja de onde o amo.te Rum retira também aquelas notas que o tornam singular – a cravo, a canela, a cacau e por isso a garrafa, com ou sem mensagem dentro, já nos leva de viagem. Portugal em busca do mundo, o Oriente a chegar a tanto lado e a sair de nós ao mesmo tempo. Tão português este estado de alma.

 

Depois do sucesso obtido a criar um gin destilado a partir das bagas daquele zimbro selvagem, que cresce a uma altitude considerável em solo português, havia mais um desafio a cumprir na família de produtos amo.te – produzir um rum de qualidade e características só nossas. E ainda nesse registo embriagado que é o amor, aquele estado que nos faz acreditar tanto em tudo e torna a beleza no único destino possível, esta garrafa também é uma message in the bottle collection. O amor é sentido, destilado e pode ser partilhado com palavras. Haverá algum gesto mais romântico que este?

 

Consigo imaginar Ian Fleming mergulhado na sua banheira de cor verde-agua-verde-folha-de-bananeira, que mandou instalar no jardim de casa entre estrelícias, árvores equatoriais, cantos de pássaros exóticos e céus estrelados, a pousar uma garrafa de rum na relva depois de se ter servido dela, desenhando na cabeça algumas daquelas cenas cheias de magnetismo dos filmes do double-o-seven, o agente mais sedutor do mundo do cinema. Isto é um cenário repleto de tons e aromas da Jamaica, mas podia ser Cuba, Trinidad e Tobago, Barbados, Martinica. Qualquer destes locais destila rum pelos poros. Foi em Cuba, a terra onde se produz um dos runs mais suaves, no pequeno bar La Floridita que o Daiquiri, um dos cocktails mais apaixonantes do mundo, foi inventado. Tem de se juntar um shot de rum, 3 cl de sumo de lima e uma colher de chá de xarope de açúcar fino num shaker e fazer aquele gesto-de-dança-mágico dos bartenders para misturar tudo energeticamente. Depois é só deitar suavemente sobre bastante gelo. Em Havana diz-se que Hemingway chegou a tomar 13 Daiquiris num dia e é talvez essa a razão por que em cima do balcão do bar de La Floridita, a Catedral do Daiquiri, se pode encontrar uma estátua dele em tamanho real, deitado sobre o balcão. Tranquilo.

A cana-de-açúcar é uma planta originária do Sudeste Asiático que os espanhóis e os portugueses levam para o continente Sul Americano e é neste momento da história que se descobre que através da maceração e da fermentação do colme da planta resulta um caldo usado para destilar a bebida. Agora o rum chega cá, produzido na Serra da Estrela e é desta geografia que resulta algo de particular. O amo.te Rum tem aquela cor dourada que é conferida à bebida por estagiar durante longos meses em cascos de carvalho e porque se adiciona um toque de caramelo. Mas não são umas pipas quaisquer, são as mesmas onde estagiaram leves aromas que são tão nossos, tão nacionais – a cereja e a ginja de onde o amo.te Rum retira também aquelas notas que o tornam singular – a cravo, a canela, a cacau e por isso a garrafa, com ou sem mensagem dentro, já nos leva de viagem. Portugal em busca do mundo, o Oriente a chegar a tanto lado e a sair de nós ao mesmo tempo. Tão português este estado de alma.

A garrafa é contemporânea apesar do tom envelhecido e da história que carrega uma bebida espirituosa como o rum, o rótulo tem um segredo em forma de quase delírio que do lado contrário, à transparência, nos desvenda uma flor feita de corações esbatidos pelo dourado-turvo da bebida. Se isto não é amor em estado puro e quase melancólico, então é o quê? É lindo. Para os iniciantes ou para aqueles que de alguma forma se sintam inaptos a dar os primeiros passos nesta aventura (seremos sempre todos inaptos em algum momento) têm ainda a possibilidade de seguir a receita que é dada na etiqueta junto à rolha. A partir desse momento o resto passa imediatamente a literário.

online

 

A nova garrafa amo.te Rum convida o consumidor a fazer download gratuito de um Love Beat Set, com cerca de uma hora de duração. Um alinhamento musical exclusivo, para acompanhar a preparação e degustação de vários perfect serve amo.te, já disponíveis. “Love Beat Cocktail” é uma das sugestões que a nova garrafa apresenta no gargalo, onde está também um CQ Code que serve de guia para chegar até às ofertas descritas. A criatividade amo.te Rum, disponibiliza ainda um novo mundo de partilha de mensagens. message in a bottle collection.

  1. Registe a sua mensagem na garrafa amo.te Rum.
  2. Fotografe a sua mensagem/garrafa amo.te Rum.
  3. Partilhe pelo mundo a sua fotografia/message in a bottle collection em #amoterum
  4. A sua message in a bottle collection amo.te e um mundo de outras mensagens em www.amote.pt 

Captura de ecrã 2015-05-12, às 22.07.25

 

Venda disponível OnLine em www.amote.pt, no El Corte Inglés e nas

principais Garrafeiras Nacionais. 

 

PERFECT SERVE amo.te BEAT COCKTAIL

FullSizeRender

 

 

Captura de ecrã 2015-05-16, às 23.32.21

 

 

Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

amo.te Rum

29.90

Categoria: .